Pular para o conteúdo principal

    A CASA COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO PARTE II 

Cuidar da sua casa nesse momento é como cuidar de você

Vamos agora olhar para nossa casa como extensão do nosso local de moradia e considerá-la como local de trabalho nesse momento em que muitas pessoas produzem seu trabalho de casa. Vamos considerar que já sentimos o aconchego de um sofá gostoso e uma almofada colorida, aconchego que não é luxo, é uma simplicidade mágica do acolhimento criada por você, o seu toque na casa.

Nossa morada agora é parte de uma potência que busca criar um novo olhar para seu lugar que é extensão de nós mesmos. Criar e sentir, aprendizado que a casa pode dar muito mais que antes, e lembrar que a sala mais importante é a sala do coração. No entanto, a parte prática da vida que é o trabalho, é agora também produzida dentro de casa.

Algumas indicações de harmonização de energia ambiental, com bases diretas do Feng Shui podem seguramente beneficiar a relação entre morador e ambiente, a busca por um sentir mais pleno, saudável e com mais energia de alto astral é fundamental para que nos sintamos com mais vida e mais disposição para realizar tudo o que queremos e precisamos.

Vamos começar com algumas dicas importantes?

Uma das coisas principais que podemos perceber na nossa casa quando simplesmente estamos caminhando por ela, ou realizando alguma tarefa em algum cômodo, é sentir como o vento chega até nós, por quais aberturas, qual a sensação que ele lhe transmite.

É agradável? O fluxo é muito intenso ou razoável? Tudo o que formos considerar em primeiro lugar é a partir de nossa percepção, chave para possíveis mudanças que podem ser feitas no ambiente. É por ela que você poderá perceber se alguma coisa está diferente quando você muda de lugar de trabalho.

Algumas observações podem ser feitas:

  • se está mais satisfeito,
  • se sua produção está rendendo mais ou não,
  • se sente mais cansaço no fim do dia que antes,
  • se tem tido algumas dores de cabeça que antes não tinha etc.

Isso tudo são indícios que podem denotar alguma necessidade de harmonizar seu local, que possa favorecer energeticamente o ambiente e consequentemente se estenda até você, apoiando sua energia pessoal.

Conhecer e lembrar daquilo que te faz bem, uma música, um objeto que remete a momentos alegres, som de água, brilho do sol adentrando no local, aroma de erva, beleza de flor, tudo isso são objetos simples que podem trazer grande diferença para seu modo de sentir, de produzir e de concluir seu dia com energia mais equilibrada e saudável.

Considere também o que você não gosta

Conhecer e lembrar daquilo que você não gosta também é um exercício importante para manter ao seu redor só o que lhe favorece, porém, algumas indicações são consideradas nocivas de modo geral.

Trabalhar debaixo de uma escada, ter a mesa de trabalho entre o vão de duas portas, ter uma luminária em cima da sua cabeça, ou mesmo uma janela com entrada de energia intensa e cortante são, de fato, pontos simples de se reconhecer e evitar.

Como mencionamos antes, as bases do Feng Shui são ferramentas muito eficientes que podem contribuir para essa ação, um profissional pode certamente oferecer ferramentas preciosas que elevem o padrão energético do local e da pessoa inserida através de prospecções medidas no imóvel, e análises da constituição energética pessoal.

No entanto, com nossa disposição interna de nos conhecer, saber o que é bom pra nós e usar a percepção a nosso favor, já teremos um grande passo para a realização do nosso mais poderoso bem, a saúde dentro da casa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

 A CASA COM A GENTE COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO     Nunca a significação do que representa o termo casa teve tanta importância como nos dias atuais. A casa é escritório, é escola infantil, é cinema na noite de sexta e praia em dia de domingo. O terapeuta te espera em sua sala virtual que é também a dele, o professor, aquele que te orienta no projeto de fim de curso, tá lá, na sala de aula que é tão sua quanto a dele. E os colegas de trabalho, em suas salas compartilhadas, já não se sabe se aquele quadro mosaico é do Léo ou da Júlia, ou mesmo seu. O sentir a casa tem outro significado, ela não está mais fora de você, embora você sempre estivesse dentro dela, agora, mais do que nunca ela está em você, ou melhor, ela é você. Por mais piegas, que essas vagações sobre o sentir a casa possam parecer, por mais discurso sentimental em época de isolamento urgente que se assemelha com placas e propagandas expostas em mídias diversas, as vistas de uma casa de fato, estão diferentes.
                                                  Renovar e Ressignificar  É muito gratificante desenvolver um trabalho que te faz bem, que te traz alegria ativa em todos os momentos de expressão e realização. Com o Feng Shui e a Cosmologia Chinesa, o estímulo de busca das ressignificações conceituais, práticas e teóricas inspiram sempre dinâmica, movimento e renovação... O Feng Shui por si só é a arte que afeta o indivíduo de maneira que suas referências se ampliam, novos olhares se desenvolvem e infinitas maneiras de lhe dar com as ocorrências do cotidiano se abrem. Olhar para si e para a casa que habita é uma forma generosa de cuidar de si e do outro, é uma atenção sensível e ao mesmo tempo potente que se desdobra em intuições que antes seriam impossíveis, assim como a transformação de uma ação mais plena e criativa.
Ano Novo Astrológico Chinês 2020 - Ano do Rato de Metal Yang - Geng Zi Análise de leitura para cada signo em 2020 O ano de 2019 ainda não acabou, mas já estamos a postos para receber 2020 com muita abertura e as expectativas são de renovação em dobro. Em primeiro lugar , porque um novo ano sempre traz um olhar para que novas possibilidades de mudanças se efetivem, já que nossa compreensão do tempo é linear e nos habituamos a “encaixar” a cadeia de nossos eventos e responsabilidades de acordo com início e término de um determinado período estabelecido, assim, a ocorrência de um novo ano é sem dúvida muito forte e eficiente para reconhecermos essas condições que aceitamos e que nos movimentamos. Em segundo lugar , porque, segundo a análise da Astrologia Chinesa, encerramos um ciclo de 12 anos estabelecido pela passagem de diferentes energias dadas pela sequência de trânsito anual dos 12 signos representados pelos 12 animais, que sempre se inicia com o Rato e termina com o