Pular para o conteúdo principal

O Mapa de Quatros Pilares do Destino



O Mapa de Quatro Pilares é um estudo milenar compilado por Mestres e grandes pesquisadores da Astronomia e Astrologia, baseado na referência Oriental Chinesa.

Os 4 Pilares da vida estão apresentados no Ano, Mês, Dia e Hora de nascimento, e traz informações relacionadas a influências cosmológicas que atuam de maneira particular em diferentes épocas da vida, do nascimento, o momento atual até o fim da vida, oferecendo previsão de ocorrências e indicando a melhor maneira de passar por elas.

A principal informação que temos é sobre a constituição energética individual, avaliando possíveis desequilíbrios, falta ou excesso de energia em uma determinada estrutura da vida. Possibilita ainda saber se há alguma debilidade orgânica, avaliando a parte física. Avalia se há algum desequilíbrio emocional ou bloqueios que impedem o desenvolvimento do ser humano de forma integral, reavaliando seus potenciais, a saúde, relacionamento, produção com enfoque na área profissional, prosperidade e os talentos.

Compreender as possibilidades de evolução e crescimento com um guia de autoconhecimento, que amplia o entendimento das tendências emocionais e espirituais de cada um é o que traz esse estudo.


O objetivo é conquistar o máximo de potencialidade em todos os setores da vida, com uma visão global da personalidade e a compreensão das Lições Conscienciais de cada indivíduo.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

 A CASA COM A GENTE COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO     Nunca a significação do que representa o termo casa teve tanta importância como nos dias atuais. A casa é escritório, é escola infantil, é cinema na noite de sexta e praia em dia de domingo. O terapeuta te espera em sua sala virtual que é também a dele, o professor, aquele que te orienta no projeto de fim de curso, tá lá, na sala de aula que é tão sua quanto a dele. E os colegas de trabalho, em suas salas compartilhadas, já não se sabe se aquele quadro mosaico é do Léo ou da Júlia, ou mesmo seu. O sentir a casa tem outro significado, ela não está mais fora de você, embora você sempre estivesse dentro dela, agora, mais do que nunca ela está em você, ou melhor, ela é você. Por mais piegas, que essas vagações sobre o sentir a casa possam parecer, por mais discurso sentimental em época de isolamento urgente que se assemelha com placas e propagandas expostas em mídias diversas, as vistas de uma casa de fato, estão diferentes.
                                                  Renovar e Ressignificar  É muito gratificante desenvolver um trabalho que te faz bem, que te traz alegria ativa em todos os momentos de expressão e realização. Com o Feng Shui e a Cosmologia Chinesa, o estímulo de busca das ressignificações conceituais, práticas e teóricas inspiram sempre dinâmica, movimento e renovação... O Feng Shui por si só é a arte que afeta o indivíduo de maneira que suas referências se ampliam, novos olhares se desenvolvem e infinitas maneiras de lhe dar com as ocorrências do cotidiano se abrem. Olhar para si e para a casa que habita é uma forma generosa de cuidar de si e do outro, é uma atenção sensível e ao mesmo tempo potente que se desdobra em intuições que antes seriam impossíveis, assim como a transformação de uma ação mais plena e criativa.
Ano Novo Astrológico Chinês 2020 - Ano do Rato de Metal Yang - Geng Zi Análise de leitura para cada signo em 2020 O ano de 2019 ainda não acabou, mas já estamos a postos para receber 2020 com muita abertura e as expectativas são de renovação em dobro. Em primeiro lugar , porque um novo ano sempre traz um olhar para que novas possibilidades de mudanças se efetivem, já que nossa compreensão do tempo é linear e nos habituamos a “encaixar” a cadeia de nossos eventos e responsabilidades de acordo com início e término de um determinado período estabelecido, assim, a ocorrência de um novo ano é sem dúvida muito forte e eficiente para reconhecermos essas condições que aceitamos e que nos movimentamos. Em segundo lugar , porque, segundo a análise da Astrologia Chinesa, encerramos um ciclo de 12 anos estabelecido pela passagem de diferentes energias dadas pela sequência de trânsito anual dos 12 signos representados pelos 12 animais, que sempre se inicia com o Rato e termina com o