Pular para o conteúdo principal

 




O que é o Ano Novo Chinês e como celebrar?

Por: Adriana Di Lima

                                                       Professora e Consultora de Feng Shui e Astrologia Oriental Chinesa

 

O ano novo chinês é de fato um dos momentos mais esperados pelos chineses, pois é a festa mais importante da China. Ele também é conhecido como Ano Novo Lunar Chinês ou mais popularmente como Festival da Primavera.

A sua data é determinada de acordo com o calendário lunar, por isso é comemorado o Ano Novo na China em janeiro ou fevereiro, dependendo do ciclo de movimento lunar.  Para o chinês, todo o entendimento da criação do universo é baseado na referência e no olhar sobre a própria natureza, dessa forma, o ano novo chinês também se apropria dessa consideração.

O diferencial do Ano Novo na China é que ele tem uma duração de 15 dias de comemoração. Quanta festa! Esse período é extremamente importante para os chineses, pois é um momento que eles realizam uma pausa em seu trabalho e sua vida cotidiana super corrida para se dedicar em suas tarefas pessoais e também para estarem com sua família.

As festividades deste ano começarão em 1º de fevereiro de 2022. Comunidades em toda a China e no resto do mundo tradicionalmente celebram o início do Ano Novo Chinês com uma apresentação de desfiles com dragões gigantes representando a força e a energia que virá.

Há também a tradicional celebração entre as comunidades de todo o mundo comemoram de forma muito especial:

- a limpeza da casa é realizada de modo mais profundo, e significa que tirar o pó do ano velho abre caminhos mais fluídos para se preparar para o novo.

- a casa é toda decorada com enfeites e cores em tons dourado e vermelho, pensa-se que as decorações afastam o mal e encorajam bênçãos, saúde e paz.

- As famílias se reúnem para comer juntas, até as famílias chinesas distantes por longas distâncias se preparam para o encontro.

- Um jantar de reencontro de Ano Novo é uma parte obrigatória das comemorações.

- Um sacrifício é oferecido aos ancestrais para mostrar respeito – acredita-se que os ajude a se tornarem prósperos. Oferendas de comidas e bebidas são oferecidas a eles antes

Outro costume muito importante entre as famílias é a distribuição de envelopes vermelhos com alguma quantia de dinheiro. Acredita-se que o dinheiro em envelopes vermelhos traga boa sorte, pois o vermelho é a cor da sorte da China. Assim, os pais costumam oferecer isso aos filhos. O “dinheiro da sorte” dentro deseja saúde e crescimento de seus filhos para o próximo ano.

A comemoração é estabelecida e demarcada com as famosas queimas de fogos, as famílias ficam acordadas na noite da véspera de Ano Novo para assistir aos fogos de artifício no local em que estão.

Outra prática que se segue do ano novo chinês é a de relacionar cada ano a diferentes animais. Quando entra o ano novo, com a primeira lua nova do ano, um novo ciclo começa e cada ano é representado por um animal diferente.

Essa história é contata por uma lenda antiga oriunda do budismo. O conhecimento mais popular narra que numa ocasião em que Buda convidou os animais para uma festividade, somente 12 deles teriam aparecido. Para homenageá-los, os anos passaram a ser conhecidos pela ordem de chegada de cada animal que é a seguinte: Rato, Boi, Tigre, Coelho, Dragão, Serpente, Cavalo, Cabra, Macaco, Galo, Cão e Javali.

O conhecimento da astrologia oriental chinesa e seus doze animais

No conhecimento da astrologia oriental chinesa, cada animal representa aspectos da personalidade humana dependendo do ano de nascimento em que se nasceu. Os anos no calendário chinês seguem esse ciclo dos 12 animais nessa ordem, porém, a cada ano com cada animal há a correspondência de um dos 5 elementos que provém da Medicina Tradicional Chinesa. São eles: a Madeira, o Fogo, a Terra, o Metal e a Água. esses elementos conferem a cada combinação entre o signo (animal) e seu elemento atuante no momento, características específicas que podem ser interpretadas e reconhecidas na personalidade de quem nasceu num determinado ano.

Por exemplo: uma pessoa que nasceu no ano de Javali de Metal é totalmente diferente de quem nasceu num ano de Javali de Madeira, e assim é com cada um dos doze signos e seus elementos constitutivos naquele ano.

A Astrologia Oriental Chinesa é um estudo amplo e profundo, tanto da constituição energética do indivíduo, quanto do reconhecimento das transformações e mudanças da constituição energética do planeta em relação aos ciclos de cada momento energético que a cosmologia compreende através dos astros e do movimento do universo.

 Esse sistema tão rico possibilita o aprimoramento constante pessoal e sua relação com o cosmos, pode ser feito através de um Mapa de Constituição Energética que é pessoal, com algumas informações do indivíduo capaz de reconhecer bloqueios que impedem o desenvolvimento do ser humano de forma integral.

Mais que conhecer e entender processos e influências externas somente, a Astrologia Oriental Chinesa oferece uma melhor compreensão de si e seu modo de relação com o mundo, propõem o sentido de uma presença imanente que ecoa vida nos detalhes mais intrínsecos do Ser, no seu tempo, no planeta onde habita.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

  Ano Novo Chinês 2023 - Ano do Coelho de Água Yin Pelo olhar da Astrologia Oriental Chinesa, no dia 3 de fevereiro bem pertinho da meia-noite, entrará uma nova energia planetária que demarca o nosso Ano Novo pelas características do signo do Coelho juntamente com o elemento Água com sua polaridade Yin, preponderante na sua constituição. Nesse novo ano de 2023 entra em cena as energias do signo do Coelho de Água Yin e as principais características que delimitam esse signo são: ·          a diplomacia ·          a sensibilidade ·          indulgência ·          o modo criativo de lidar com as situações Todas essas características são favoráveis para evitar disputas e atritos desnecessários. No manual do horóscopo chinês, a autora Theodora Lau aponta que é preciso ter cuidado para não nos entregarmos a indulgência excessiva, pois “a influência do Coelho tende a estragar aqueles que gostam de um conforto exagerado, debilitando assim, sua eficiência e senso de dever.” D
  Como a Astrologia Chinesa lida com final de ano e se prepara para o novo O modo como a Astrologia Chinesa lida com final de ano assim como sua maneira de se prepara para o novo, tem relação direta com a tradição cosmológica e filosófica chinesa. Esse modelo considera os fenômenos da natureza, como as estações do ano ou as fases da lua, por exemplo, como fator determinante para iniciar ou terminar um novo ciclo. Assim, o término de um ano é um ciclo que deve ser encerrado com todo o cuidado e atenção para que a entrada de um novo ciclo ocorra com fluidez e da melhor maneira possível.              A própria passagem de tempo   e as experiências dos ciclos vividos tem uma de suas raízes nos primórdios da história da seda na China Antiga. Ao contrário do que podemos pensar, a invenção da seda não teve evidência apenas pela importância no vestuário, mas por uma profunda reverência em um culto primitivo: o ciclo do bicho-da-seda e as suas transformações. Há mais de 5000 anos, os chines